SCM Music Player - seamless music for your Website, Wordpress, Tumblr, Blogger.

Água e sabão. Uma lavagem?


Eu sou o tipo de pessoa que acredita em começo, meio e fim. E acredito que uma vida é feita de muitos começos, meios e fins. Pense em quantos amigos entraram e saíram da sua vida, quantos namorados você teve ao longo da sua vida e a maneira com que eles apareceram e depois desapareceram delas. Pois é. A gente com a gente mesmo é a mesma coisa.

Acredito que tudo na nossa vida é formada por mini ciclos que quando agrupados, tornam-se um grande ciclo, uma coisa única. São como bolhas de sabão: assopramos, elas surgem e depois vão estourando pouco a pouco até desaparecerem, até assoprarmos novamente e a história se repetir. Nossas primeiras vezes tentando fazer bolhinhas de sabão quase sempre são desastrosas mas pouco a pouco vamos ganhando habilidade e aprendemos a fazer bolhinhas mais bonitas, grandes e duradouras. Às vezes, precisamos deixar aquela bolha pequena tão bonita desaparecer para que ela abra caminho para outra nova. E sim, os minis e grandes ciclos, bem como as bolhas, também tem seu fim, o desapego quando necessário e também seu recomeço, com direito a bagagem extra de experiências com erros, acertos e tentativas.

E assim como as bolhas, aqui se encerra um desses grandes ciclos e começa um novo. Depois de alguns meses conturbados, resolvi praticar o desapego e encerrar um ciclo que mesmo com tantos saldos positivos, precisava dar lugar a algo novo. Desapeguei de sentimentos que me faziam mal, repensei sobre minha vida, tomei decisões que vinha adiando há meses. Estou aprendendo a levar a vida com mais leveza, sem tantas auto-cobranças, sem neuras, sem ansiedade e sem antecipar desfechos de mini-ciclos que poderiam ser diferentes, sem roteiros. Ficam as coisas boas, o que aprendemos com as ruins e enfim, um novo ciclo com mais maturidade e experiência, como as nossas várias tentativas de fazer nossas bolhas de sabão perfeitas.

Theo-rias


Lembranças que eu não queria que voltassem tomam conta da minha cabeça. Isso será algum sinal? Ou coisa parecida? Sei que a vida é exatamente de um jeito que ninguém consegue entender. Eu tenho minhas teorias sobre a vida, todo mundo tem. Mas a minha, muda a cada dia. Me engano, erro, vejo que não era assim, mas infelizmente queria que fosse. A dor pra mim é frequente, mas a minha teoria sobre a dor que sentimos em vários momentos da vida é exatamente o contrário, no meu pensamento essa dor que insiste em ficar dentro de mim, esses problemas que insistem em aumentar são passageiros. Assim como o nosso tempo. O tempo é passageiro e bipolar. E ninguém nunca poderá mudá-lo.

Não é amor


Não é amor propriamente dito. Não é carência propriamente dita. É carinho, afeto, um “dengo” e nada mais. É aquela paz de estar junto, mesmo no silêncio completo... Só por estar.
Não é sentir o coração bater mais rápido, nem perder o ar, mas é sorrir sinceramente ao ver o outro sorrir.
Talvez um dia seja amor, seja carência, coração acelerado e falta de ar. Mas hoje, é só a paz sincera de estar e só estar.

Viver como uma cigana, dormir de dia, e viver a noite, essa vem sendo minha sina a tempos. Desde quando desenhava de madrugada na casa de minha avózinha,  e amanhecia com o cheiro do café! As histórias tristes ficaram pra trás e quase não fazem diferença agora.

Voarei

É, moço, agora eu acho que acabou de vez.
Eu sei que as vezes dá aquela saudade, aquela vontade de ter por perto, de reviver alguns momentos, mas tudo muito leve, sabe?
Não é nada parecido com eu-preciso-de-você-agora-porque-você-é-tudo, é algo bem mais leve, algo parecido com que-bom-seria-se-você-aparecesse-por-acaso. É, moço, agora eu tô leve, e como sou apenas uma borboleta de passagem, acho até que vou voar.

Redefinir


Passamos a vida esperando coisas: uma amizade perfeita, um amor pra recordar, uma família que se entenda, pais compreensivos… Quando conseguimos atingir uma determinada meta paramos e questionamos o motivo da alegria não ser tão intensa como aquela que imaginávamos. O que deu errado? Nós não sabíamos o que queríamos ou não sabemos apreciar o que a vida nos deu? Nem um nem outro, a questão se desloca para outro plano.
Mudamos ao longo dessas caminhadas. Quando era criança queria ser astronauta, hoje sonho em ser historiadora. Redefinindo os nossos objetivos também redefinimos quem nós somos e a mudança opera milagres. Viver é mais do que contar histórias, é estar presente e oscilando entre o bem e o mal, entre a humildade e a vaidade.
Com o tempo percebemos que os momentos em que ficamos mais fortes paradoxalmente foram aqueles em que nos sentimos mais fracos. Também percebemos que damos valor demais a coisas, situações e pessoas que não mereciam tanto espaço em nossas mentes. Então redefinimos prioridades. Não me arrependo de escolhas antigas, apenas não insistirei no mesmo erro. Saber a hora de deixar o barco é tão importante como aprender a velejar.


Redefinir: eis a palavra de ordem.

Olhe só e comigo


Olhe só menino onde estamos, olhe só… Olhe menino onde chegamos, olhe só… Estamos afundados em lágrimas de lembranças, estamos afundados nos ressentimentos, na saudade, na solidão… Olhe menino, o que fizemos conosco.
Estamos em situação de sentir-se pena, estamos em escuridão sem achar uma luz no fim do túnel, estamos perdidos, sem saída, estamos sozinhos… Veja menino o que nos ocorreu, veja só onde tanta amargura nos trouxe, veja menino como estou, veja, consegues? Se não, feche os olhos e sinta, sinta comigo, e procure, procure por uma solução, procure por uma saída, onde possamos passá-la juntos, por favor meu menino, não me deixe! Veja só como estou perdida..

Cadê você, meu menino?


Eu fecho os olhos e sinto o calor do seu corpo se misturar com o meu,
respiro fundo e sinto seu cheiro impregnante em minha cama, em minha pele. Ouço sua voz sussurrando o meu nome, dizendo que me ama. Me perco em meio a tanto desejo, sinto a força de seu toque apertando meu corpo, o mesmo arde de desejo imaginando seu beijo.


Merda

Não dá

Não dá pra esquecer dos abraços, tão cheios de calor e carinho. Não dá pra esquecer os beijos, cheios de desejo. Não dá pra esquecer tua voz, que me acalmava como nada no mundo era capaz. Não dá pra esquecer sua risada, tão linda.. Não dá pra esquecer as brincadeiras, tão idiotas que sempre fazíamos. Não dá pra esquecer você, então, por favor não me obrigue. 

00:01


O dia começa.
Cinderelas perdem o encanto.
Crianças dormem, adultos madrugam.
O amanhã começa e o hoje se vai, ou seria o ontem?
Um ano se rompe, novas esperanças, novas promessas, novos amores, talvez novas quedas, mas sempre novas voltas por cima.
Um recomeço, ou apenas uma continuação.
Meia noite e um por ser um inicio, por  ainda estar escuro mas sabermos que já é um novo dia.
Meia noite e um por ser tarde pra ontem e cedo pra hoje.
Meia e um por ser uma hora confusa pra se perguntar a data do dia.
Meia noite e um porque todos um dia precisam de um novo começo.

Poderíamos...

Poderíamos casar. Não chegaríamos sequer perto do exemplo de família perfeita. Teríamos um apartamento, quem sabe uma casa com jardim e um cão com pêlo brilhante. Improvável. Tomaríamos café às cinco da tarde. Você reclamaria o fato de eu ligar o chuveiro horas antes de ir para o banho. Eu, por você ter arranhado meu CD de jogo favorito. Eu não admitiria o quanto você fica bonito quando bravo e você não diria que lembra da cor do sapato que eu usei quando nos vimos pela primeira vez. Discordaríamos quanto à cor das cortinas. Não arrumaríamos a cama diariamente, tomaríamos chá e comeríamos torradas. A geladeira seria repleta de congelados e refrigerantes, o armário, de porcarias. Adiaríamos o despertador umas trinta e duas vezes só para ficarmos horas na cama enrolando e falando qualquer besteira.  Sentaríamos na sala de pijama e pantufas, você iria direto para a geladeira pegar uma água para tomar. Você saberia o nome do meu perfume, eu saberia onde você largou a última edição da revista de fotografia. Sairíamos pra jantar em algum dia de chuva e não nos importaríamos em chegarmos encharcados. Dormiríamos com o computador ligado. Nos beijaríamos no meio de alguma frase. Você pegaria no sono com a minha mão no seu cabelo e eu, escutando sua respiração. Eu riria sem motivo e você perguntaria por que, eu não responderia. Saberíamos. Poderíamos casar.

Essa noite não teve nada que me esquentasse, não teve sonho que me absolvesse de tanto mal, não teve band-aid que ajudasse na dor, não teve palavra que me acalmasse, não teve remédio que me curasse, não teve piada que me alegrasse, não teve veneno que me entorpecesse, não teve sono que me matasse, não teve cor que me ressuscitasse, não teve nada que mudasse.  E nada mudou.

Isso deve ser


Acredite, eu não acredito em amor à primeira vista nem em “cliques” do coração ao falar com alguém pela primeira vez. Mesmo assim, havia algo na primeira conversa, real e reconhecível que não me deixava desviar a atenção. Algo me dizia que você não duraria apenas pelo tempo em que nos conheceríamos e pararíamos de nos falar pela total falta de assunto ao passar dos dias.
Algo me atraía para você desde o seu primeiro “oi” e sua primeira pergunta ou confissão de como queria se desvencilhar daquilo que te fazia mal. Eu sabia que você era pra mim, e acho que você soube também.



Isso deve ser amor.


Esqueci de mim,
Esqueceram de mim…
Tudo ficou simples,
Pra todo mundo,
Assim.
Um dia achei que devia lembrar de algo.
Algo no fundo soprava alto:
Quem é você? De sobressalto,
Lembrei.
Em alguma época, eu fui alguém…
Agora… hein?

Eu queria poder parar. Mas de alguma forma, tudo está vindo para um crescimento inimaginável. Resistência, perseverança, força, esperança. Nunca esteve tão grande a presença desses no meu coração. E é por isso que sigo em frente, mantendo minha postura, respirando as dificuldades e expirando soluções para uma vida que só clama por um fim feliz.  Não quero dinheiro a bessa, muito menos fama. Quero ter o meu suficiente, e quero ser reconhecido por ter tido um bom caráter, e não alguém que interpreta bons caráteres. Quero uma vida digna. Digna para contar aos meus filhos e netos como eu vivi. Digna de quando eu morrer, não deixar lágrimas e palavras que dizem “queria poder ter feito isso, queria poder ter estado com você mais tempo e tudo mais” Quero que lembrem de mim e digam: Você fez de tudo por essa nossa felicidade, e prometo continuá-la por você.

E assim a gente aprende

Em algum momento, você vai sentir um aperto no peito, uma pausa na respiração e vai torcer bem forte pra ter nosso mundo delicioso de novo. O nome disso é saudade, aquilo que eu tinha tanto, e te falava sempre. E quando você finalmente discar meu numero, ele estará ocupado demais, ou nem será mais o mesmo, e até mesmo eu não vou mais te atender. E se você bater na minha porta, ela estará muito trancada, e se aberta, mostrará uma casa vazia. Seus olhos te ensinaram o que são lágrimas, aquelas que eu te disse que ardiam tanto. O nome do enjôo que você vai sentir é arrependimento, e a falta de fome que virá se chama tristeza. Então, quando os dias passarem e eu não te ligar, quando nada de bom te acontecer, e ninguém te olhar com meus olhos encantados, você encontrará a famosa solidão.
A partir daí, o que acontecerá, chama-se surpresa. E provavelmente o remédio pra todas essas sensações acima, é o tal do tempo em que você tanto falava.  

Me ama, mas me ama do jeito que eu sou. Sem análises, sem mudanças radicais. E me respeita mesmo assim. E lembra que eu tenho história, medos, carências e muitas cicatrizes. E me cuida. E me deixa cuidar de ti. Me põe no colo, me dá carinho, não me deixa esquecer de que alguém gosta de mim. Me faça bem, me queira bem, porque eu te quero melhor ainda.
Mas não faça isso só por mim. Faça por nós.

Preciso sentir que você ainda sente, eu preciso que o seu coração dê um choque no meu, eu preciso saber que seu peito ainda aperta um pouco quando eu vou embora e se espalha como borboletas nas veias quando eu chego.

Eu tenho alguém que me faz rir de um jeito louco, que me faz andar descabelada na rua, que me acorda domingo às sete da manhã com um sorriso lindo e que me faz esquecer de brigar. Eu tenho alguém que se importa com o que sinto, que se preocupa com o que penso e que me diz o que as outras pessoas têm medo, a verdade. Eu tenho um alguém que xinga por mim e se for preciso bate, que ama comigo e me apóia mesmo quando sabe que não vai dar certo, ela acredita que vou aprender. Eu tenho alguém que sabe seduzir e me faz rir vendo idiotices tão cotidianas, que me ensina que certos temperos não combinam, na comida e na vida, que me apresentou meu amor, um amor que eu não era capaz de sentir. Tenho alguém que sente ciúmes, mas que sabe que ela me têm também. Tenho alguém que é único pra mim, que é meu anjo, não por escolha, mas por se tornar, por vida e não vai ser qualquer coisa que vai nos separar, porque eu tenho alguém por quem vale a pena lutar, por quem vale a pena viver, por quem eu descobri que o amanhã pode ser melhor, se você estiver disposto a viver.


Aprendi que o amor é feito de liberdade.
É como ter, todos os dias, muitas outras opções.
E ainda assim fazer a mesma livre escolha.

tua


Eu quero ser a primeira pessoa que você pense ao acordar, quero que faça planos comigo, dos mais bobos aos mais sérios. Quero que me procure quando precisar de opiniões, ajuda, ou só para conversar besteiras.
Tudo me agrada em você, tudo me faz querer mais, foi assim desde a primeira vez que eu falei com você e continua sendo. Eu preciso de você aqui, sonho com o teu abraço, com o beijo, o toque, sonho em poder ficar quietinha te olhando nos olhos, te decifrando, me entregando. Você me ganhou, com todos os artifícios, meus medos, alegrias, defeitos, qualidades, mimos e paixões, agora eu sou inteiramente tua.

é isso...


Às vezes é difícil colocar as palavras em ordem. Quando o assunto é você, as coisas são sempre assim: diferentes. Não me pergunte o porque… Eu não saberei responder.
Foi assim, desde a primeira vez que eu te vi, a uma distância segura, certa que era invisível pra você. E, naquela época, era exatamente o que eu queria ser.
Porém você, não sei porque, me notou. Acho que tivemos sentimentos semelhantes, mesmo que não exatamente iguais. Eu te admirei por motivos que você talvez nem imagine.
Gosto desse ar despreocupado, que ri das coisas que no fundo te preocupam, que fala abertamente das que te magoam, para tornar tudo mais fácil. Por isso te admiro, por isso te amo.

Perder

Perdi chances e só as enxergo com clareza hoje, quando já passaram e nunca mais voltaram. Mas foi bom, chances perdidas são lições, você deve tentar. No meu caso, ficar na minha, me ajudou. Pois só agora, tenho reparado mais nas pessoas que estão ao meu redor, vejo sentimentos grandes, afeto, admiração e até amor.

Perder às vezes é bom.


Palavras constroem e destroem sentimentos todos os dias.
Mas o silêncio é bem pior.

pressa de viver?

Sentada em um banco no fundo do ônibus, eu observava as pessoas aos meu redor. Não porque eu queria, mas porque era involuntário. Tantos rostos desconhecidos, tantas histórias e estilos de vidas tão diferentes do meu. É impossível não tentar imaginar a rotina daquelas pessoas. Olhei pela janela ao meu lado, enquanto o ônibus tinha parado no ponto. Pessoas correndo, apressadas para entrar. Porque estamos sempre correndo? Porque vivemos dessa maneira tão depressa? Estamos sempre atrasados para que afinal? Deve ser por isso que existam tantas pessoas estressadas hoje em dia. Vivemos sempre agitados, correndo, sem perceber o mundo a nossa volta. E quase sempre sua mente não está com você. A maioria daquelas pessoas correndo pra pegar o ônibus deveriam fazer aquele mesmo trajeto todos os dias. Andar pelo mesmo caminho tornou-se tão normal que podem fazer isso sem prestar atenção no caminho. Uma hora precisamos parar com essa agitação. Desligar-se um pouco antes que a loucura tome conta.

Eu já tomei banho de mangueira, vi o céu ficar rosa no fim da tarde, dei risada até a barriga doer, chorei até dormir, fiz cosquinhas nos meus amigos só para eles pararem de chorar, quis ser marinheira, sonhei em fugir com o circo e ser mágica, me escondi atrás da cortina e esqueci o pé de fora, passei trotes, fiz confissões de madrugada com meus melhores amigos, confundi sentimentos, tentei esquecer algumas pessoas (mas descobri que elas são difíceis de esquecer; algumas esqueci com o tempo mesmo), fiz juras eternas, pichei no muro da escola, colei em provas, chorei escutando música, senti medo do escuro, construí sonhos em cima de grandes pessoas…

Mas o tempo passa, e descobri que grande mesmo eram os sonhos,
e as pessoas pequenas demais para torná-los reais.
Já quase morri de amor, mas renasci para ver o sorriso de alguém especial.

Se

Se não fosse amor, não haveria planos,
nem vontades, nem ciúmes, nem coração magoado.
Se não fosse amor, não haveria desejo, nem o medo da solidão.
Se não fosse amor não haveria saudade, nem o meu pensamento o tempo todo em você.
Se não fosse amor eu já teria desistido de nós.

Sinta


E que você sinta vontade de precisar de mim, mas não só quando houver necessidade, que você sinta isso mesmo tendo passado um dia inteiro comigo, que não veja e nem sinta as horas passando quando estiver ao meu lado, e que nunca seja o suficiente o tempo que passarmos juntos.

Que você sempre sinta vontade de mais.

Lado de dentro

do lado de dentro de mim
além do coração
do lado de dentro das vísceras
bem lá no fundo,
depois do pulmão,
entre os alvéolos e a razão
atrás da medula
e da retina
bem lá no fundo
do lado de dentro de mim
está você.

sonho?

Mas é claro que foi diferente, não tinha como ser tudo igual com você. Foi tudo diferente do que eu pensei, do que eu imaginei, tudo melhor e mais intenso. Não vou conseguir explicar… E só não pensei que ia ser tão forte assim; que toda vez que eu fosse te esperar, seria como na primeira vez que a gente saiu, borboletas e mais borboletas no estômago. Não imaginei que em cada beijo, eu ia ter mais e mais certeza de que quem eu quero pra vida toda, é você; pensei que ao ouvir aquela música não ia sentir mais nada, afinal você já estava comigo... mas não é assim, eu escuto ela e isso só me faz pensar no quanto é bom te ter aqui e poder ouvir ela como se tudo isso fosse um grande sonho. Mas não é um sonho. Foi você que construiu esse sentimento dentro de mim e construiu com cuidado, com uma pitada de afeto.

s a u d a - des.


Sou apenas uma menina que corta as frases no meio pelo simples fato de achar que palavras nunca traduzem completamente os pensamentos. Estava pensando em como as coisas mudam numa velocidade que muitas vezes não permite que o hábito vá se perdendo aos poucos. Ou seja, é tão brusco que você perde o controle das coisas. E vai se perdendo um pouquinho pelo caminho também... Vai lembrando do tempo em que era bom pensar no amanhã sem saber que para muitas coisas ele simplesmente não existia... Você não ia ser a companhia na rede que ainda está no terraço, nem ia completar o abraço esmagante, mas ia ser esmagado pela saudade. Dos planos que nem tinha feito, dos sorrisos que faziam tão bem, mas principalmente da segurança de ter alguém com quem contar.
Sei lá, isso deve ser apenas saudades.
Mas vai passar, eu sei disso...

destino

Já cheguei a pensar que o destino me levaria para um bom lugar,
que iria me trazer segurança.
Mas não é verdade.
O destino existe sim.
Mas, para mim, ele sozinho não nos leva a muitos lugares.
É preciso que ajudemos ele a seguir o caminho que desejamos se queremos conquistar algo.

Preciso de força de vontade para focar no que é melhor pra mim.
Não quero mais pensar nos outros antes, de hoje em diante vou correr atrás do que é meu.
De uma certa forma, sei o que devo fazer daqui pra frente, mas mesmo assim ainda existe algo que me deixa imóvel. O medo do inusitado talvez.
Cada passo de agora de em diante deve ser pensado, dar dois passos adiante e um atrás, não dá mais.
Não posso mais perder tempo, minha vida está aí pro mundo e eu tenho que vivê-la.

É preciso..

Hoje entendo bem meu pai. Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar do calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.


Amyr Klink

Eu acredito em anjos.
Não necessariamente naqueles que possuem asas, mas eu sei que existem pessoas que vieram ao mundo com a missão de nos fazer sorrir, de nos ensinar o que jamais aprenderiamos sozinhos, distribuir amor, soliedaridade, esperança e fé.
Então, passe a reparar mais à sua volta.
Talvez você tenha um anjo do seu lado e não sabe disso.

l o v e.

Love is passion, obsession, something you can’t live without, there’s no sense living your life without this, to make the journey and not fall deeply in love, no you haven’t lived a life at all. But you have to try, because if you haven’t tried you haven’t lived.

Acredite

Acredite, o meu cuidar não é sufocante.
O meu amar não é possessivo.
O meu para sempre não é duradouro.
O meu não tenho nada não é uma indireta.
E por fim, o meu acredite não é uma verdade irrevogável.

Tempos melhores

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o “alguém” da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas… é cuidar do jardim para que elas venham até você.No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

Culpa sua

É adorável a forma como você me passa a sensação de estar no lugar certo, na hora certa, com a única pessoa que importa.
Sensação de eternidade, de que nada mais importa. 

Priscila Lima

Minha foto
priscila♥
cachinhos, óculos, camiseta, jeans apertado, tênis, mochila, câmera, tintas, alargadores, feminismo, veganismo, skate, hardcore, straight edge, lover, fotógrafa, graffiteira e louca
Visualizar meu perfil completo

seguidores

Blog contents © Priscila Lima 2011