SCM Music Player - seamless music for your Website, Wordpress, Tumblr, Blogger.

Amor…

Amor… Você já amou? Horrível, não?
Você fica tão vulnerável. O peito se abre e o coração também. Desse jeito qualquer um pode entrar em você e bagunçar tudo. Você ergue todas essas defesas. Constrói essa armadura inteira, durante anos, pra que nada possa te causar mal. Aí, uma pessoa idiota, igualzinha a qualquer outra, entra em sua vida idiota.
Você dá a essa pessoa um pedaço seu. E ela nem pediu.
Um dia, ela faz alguma coisa idiota como beijar você ou sorrir, e, de repente, sua vida não lhe pertence mais. O amor faz reféns. Ele entra em você. Devora tudo o que é seu e te deixa chorando no escuro. Por isso, uma simples frase como ‘talvez a gente devesse ser apenas amigos’ ou ‘muito perspicaz’ vira estilhaços de vidro rasgando seu coração.
Dói. Não só na imaginação ou na mente. É uma dor na alma, no corpo, uma verdadeira dor que entra em você e destroça por dentro. Nada deveria ser assim. principalmente o amor.
Odeio amor.

Se.

Se me tocasse com as pontas de seus dedos, veria como te sinto;
Se me tocasse com sua língua, provaria meu desejo;
Se me tocasse com sua alma, sentiria meu prazer…




...se antes de cada acto nosso,
nos puséssemos a prever todas as consequências dele,
a pensar nelas a sério, primeiro as imediatas, depois as prováveis, depois as possíveis, depois as imagináveis,
não chegaríamos sequer a mover-nos de onde o primeiro pensamento nos tivesse feito parar.



José Saramago
Ensaio Sobre a Cegueira

"Se a nossa amizade depende de coisas como o espaço e o tempo, então, quando finalmente ultrapassarmos o espaço e o tempo, teremos destruído a nossa fraternidade! Mas, ultrapassado o espaço, tudo o que nos resta é Aqui. Ultrapassado o tempo, tudo o que nos resta é Agora. E entre Aqui e Agora você não crê que poderemos ver-nos uma ou duas vezes?"



Richard Bach
Fernão Capelo Gaivota

Como pode?

Como pode, no silêncio, tudo se explicar?

A orelha dele era tão pequena
que eu podia levá-la no bolso
e todo dia às 17h
sussurrar pra dentro dela
“te amo”
“saudade”

tem sim..

Tem uma pessoa morando no meu desejo.

Pensei ter ouvido que você não me deixaria sozinha nesses dias
e como criança tive medo do escuro outro vez.
Fiz bico, bati o pé e chorei sem motivo que justificasse tanto drama,
mas nada adiantou e sua ausência foi o que ficou

Priscila Lima

Minha foto
priscila♥
cachinhos, óculos, camiseta, jeans apertado, tênis, mochila, câmera, tintas, alargadores, feminismo, veganismo, skate, hardcore, straight edge, lover, fotógrafa, graffiteira e louca
Visualizar meu perfil completo

seguidores

Blog contents © Priscila Lima 2011